Bitcoin (BTC) dá sinais de recuperação no fim de semana

Avatar



O Bitcoin (BTC) atingiu uma nova máxima histórica durante a semana de 8 a 14 de novembro, mas não conseguiu sustentar seu movimento de alta e voltou a cair logo em seguida. No entanto, o preço do ativo deu sinais de recuperação durante o fim de semana.

O gráfico semanal mostra que, apesar do movimento inicial de alta, o Bitcoin criou um candle semanal com um longo pavio superior (ícone vermelho). Isso geralmente é considerado um sinal de baixa devido ao aumento da força vendedora.

No entanto, o BTC ainda está sendo negociado acima da área de US$ 59.500, que é o topo do movimento de alta de maio. A área atuou como resistência no último movimento de alta e agora deve atuar como suporte.

Os indicadores técnicos no gráfico semanal são de alta. O MACD, que é criado por médias móveis de curto e longo prazo (MA), é positivo e está subindo. Isso significa que a média de curto prazo está se movendo mais rápido do que a de longo prazo, o que é considerado um sinal de alta.

O RSI, que é um indicador de força de tendência, está acima de 50 e subindo. Isso também é considerado um sinal de alta e normalmente ocorre durante movimentos bruscos. Portanto, embora a ação do preço seja ambígua, as leituras dos indicadores técnicos do período de tempo semanal são otimistas.

Gráfico do BTC no TradingView

Queda atual

O gráfico diário mostra que o preço do Bitcoin está caindo desde a última quarta-feira (10), quando atingiu um novo preço recorde de US$ 69.000.

O movimento de queda foi precedido por divergências de baixa (azul) tanto no RSI quanto no MACD. Estas divergências de baixa ocorrem quando o aumento de preço não é acompanhado por um aumento na força compradora e pode frequentemente acontecer antes de reversões de tendência de baixa. A divergência foi muito pronunciada, aumentando ainda mais seu significado.

Ao usar os níveis Fibonacci, o suporte mais próximo é encontrado em US$ 57.854. Este preço é o nível de retração de 0,382 de curto prazo (branco).

Há um suporte mais forte entre US$ 53.700 – US$ 54.350, criado pelo nível de retração de 0,5 de curto prazo e o nível de 0,382 de longo prazo (preto). Portanto, se o Bitcoin recuar para esta região, seria um local provável para voltar a subir.

Gráfico do BTC no TradingView

O gráfico de seis horas mostra que o BTC mal está se segurando acima da área de suporte horizontal de US$ 63.500, que também coincide com uma linha de tendência de alta.

Devido à confluência dos níveis de suporte, uma quebra da linha/área seria um grande sinal de baixa que poderia levar a preços muito mais baixos.

Gráfico do BTC no TradingView

O gráfico de 30 minutos mostra resistência em US$ 66.660. Este é o nível de retração de 0,618 de Fibonacci. A menos que o Bitcoin rompa acima deste nível, a correção não pode ser considerada completa.

Gráfico do BTC no TradingView

Contagem de ondas do Bitcoin

Existem duas possíveis contagens de ondas potenciais em andamento, ambas sugerindo outro movimento de queda no curto prazo.

A primeiro sugere que o Bitcoin completou a onda um (laranja) de um movimento de alta de cinco ondas e está atualmente corrigindo dentro da onda dois. A contagem de sub-ondas é mostrada em laranja.

O primeiro alvo potencial para o final da onda dois é encontrado em US$ 57.750 com um alvo secundário em US$ 54.300.

Gráfico do BTC no TradingView

A segunda contagem sugere que o BTC está atualmente na onda 2 (laranja) e está nesta onda desde as máximas de 20 de outubro. Nesse caso, o movimento é parte de uma correção plana irregular.

Este é um tipo de correção em que a onda C (preta) não consegue se mover abaixo da parte inferior da onda A (preta). Portanto, geralmente está contido dentro de um canal paralelo de alta. Nessa possibilidade, o Bitcoin só pode cair para US$ 60.000 antes de voltar a subir.

Gráfico do BTC no TradingView

O artigo Bitcoin (BTC) dá sinais de recuperação no fim de semana foi visto pela primeira vez em BeInCrypto.

Marketcrypto.com.br: News

EnglishGermanPortugueseRussian