Binance remove serviços na África do Sul

Avatar



A Binance removeu alguns dos serviços ofertados aos seus clientes na África do Sul, visando se alinhar com novas regulamentações globais para exchanges.

Em anúncio em seu site, a Binance revelou o fechamento de diversas ofertas de serviços em seu mercado sul-africano. De acordo com o post, a exchange não fornecerá mais futuros, opções, negociação de margem e tokens alavancados. A decisão é imediatamente aplicável para novas contas.

 

“Com efeito imediato, os usuários sul-africanos serão impedidos de abrir novas contas para esses produtos”, afirmou a exchange.

Os usuários com contas existentes nessas áreas têm 90 dias para fechar quaisquer posições que permanecerem abertas. A Binance está dando esse período de tempo para evitar liquidações de posições. “Os usuários poderão aumentar os saldos de margem para evitar chamadas de margem e liquidações, mas não poderão aumentar ou abrir novas posições”, diz o comunicado.

No entanto, após o dia 6 de janeiro de 2022, não haverá mais reduções ou fechamentos manuais. Em vez disso, a plataforma fechará todas as posições restantes em aberto.

Esta decisão em relação a África do Sul ocorre após um alerta emitido pelo governo local no início do mês passado. A Autoridade de Conduta do Setor Financeiro da África do Sul alertou os consumidores sobre os riscos ao se envolverem com o “Binance Group”.

Em agosto, o South African Revenue Service (SARS) impôs novos impostos sobre ativos digitais, como criptomoedas, em até 45%.

Binance e compliance

A África do Sul é apenas o último de muitos países onde a Binance precisou restringir sua atuação. No início da última semana, a exchange suspendeu os serviços em Cingapura também por questões de compliance. Semelhante à África do Sul, a paralisação ocorreu após um aviso de um regulador financeiro federal do país.

Além disso, essas paralisações relacionadas à compliance ocorrem à medida que os reguladores globais pressionam por medidas mais abrangentes em relação ao mercado cripto. Em cada aviso de descontinuação de serviço, a Binance destaca a postura de boas-vindas da empresa em trabalhar em conjunto com os órgãos reguladores.

“A Binance dá as boas-vindas as novidades na estrutura regulatória do nosso setor, pois representam oportunidades para os participantes do mercado terem uma maior colaboração com os reguladores. Estamos empenhados em trabalhar de forma construtiva na formulação de políticas que busquem beneficiar todos os usuários ”.

Além das paralisações regionais, a Binance realizou recentemente outras atualizações relacionadas à compliance. A exchange introduziu novas regras para o aprimoramento de seus esforços Know-Your-Customer (KYC) e Anti-Money Laundering (AML). Um componente-chave é um processo de verificação de identidade feito em diversas etapas.

Junto com as atualizações do protocolo, a exchange contratou dois ex-agentes da Receita Americana para ajudar em seus esforços de compliance.

 

Marketcrypto.com.br: News

EnglishGermanPortugueseRussian