Binance libera compras de criptomoedas em reais com cartões de crédito

Binance libera compras de criptomoedas em reais com cartões de crédito

A Binance anunciou nesta terça-feira (26) que compras de criptomoedas em reais poderão ser feitas com cartões de crédito.

A funcionalidade de comprar criptomoedas com cartões de crédito já existe na exchange. Contudo, a moeda utilizada até então não era o real.

Desta forma, a compra de moedas digitais com cartões de crédito na exchange agora não envolvem remessas internacionais.

Binance anuncia nova funcionalidade

Não apenas os cartões de crédito agora possuem relação diretamente com o real, como também os cartões de dábito.

Em outras palavras, todas as transações envolvendo cartões feitas na Binance agora são locais.

Entretanto, é importante ressaltar que este serviço está disponível somente para usuários aprovados nas checagens de dados.

Há ainda uma ressalva no anúncio, por meio da qual a exchange afirma que os serviços são terceirizados. Ou seja, a Binance não é a responsável por processar os pagamentos, mas um parceiro.

Comprar com cartão de crédito?

É fato que comprar criptomoedas com cartão de crédito permite que um investidor aloque mais fundos do que possui em um dado momento.

Assim, uma oportunidade de compra pode ser aproveitada mesmo que o investidor não tenha muito dinheiro guardado.

Entretanto, é necessário ter alguns cuidados antes de comprar criptomoedas com cartão de crédito, principalmente por conta da volatilidade.

O primeiro cuidado tem a ver com o valor comprado utilizando cartão de crédito. Caso seja “grande demais” para ser pago em um mês, é importante calcular os juros do cartão de crédito.

Às vezes, os comuns juros de 14% podem acabar prejudicando — ou até anulando — os lucros obtidos com a compra.

De qualquer forma, o lado positivo é a possibilidade de poder comprar em reais. O spread de moedas e demais taxas envolvendo remessas internacionais são removidos.

Isso permite que as compras de criptomoedas com cartões de crédito fiquem menos burocráticas, deixando uma margem menor para prejuízos.

Por fim, é importante apenas observar se a operadora de cartão de crédito escolhida permitirá a compra de moedas digitais.

Leia também: Analista brasileiro prevê Bitcoin a R$ 380 mil ainda em 2021

Leia também: Harvard e Yale estão acumulando criptomoedas, diz relatório

Leia também: Instituições estão começando a comprar Ethereum, afirma Coinbase

BTC LAST NEWS: Crupto Facil