Autoridade diz: Bitcoin é rival de ouro, mas não do dólar

Autoridade diz: Bitcoin é rival de ouro, mas não do dólar

James Bullard, presidente do Federal Reserve Bank (Fed) de St. Louis, está convicto de que o Bitcoin está competindo com o ouro enquanto reserva de valor. 

Entretanto, o executivo não vê, de forma nenhuma, a criptomoeda ameaçar a soberania do dólar.

Em entrevista à CNBC, que foi ao ar nesta terça-feira (16), Bullard ainda chamou o Bitcoin de uma “moeda não uniforme”.

Bitcoin x dólar

Nos últimos tempos, o Bitcoin tem sido considerado um ativo de proteção contra a inflação e como reserva de valor. Ou seja, como uma espécie de ouro digital.

E, para o banqueiro, a comparação da moeda digital com o metal precioso até faz sentido:

“Eu o classificaria como rival do ouro, e é uma boa maneira de pensar sobre isso.”

Entretanto, sobre a possibilidade de o Bitcoin competir com o dólar, o banqueiro rejeitou a hipótese. Afinal, segundo ele, é “muito difícil” para uma criptomoeda privada desempenhar o papel da moeda fiduciária.

Além disso, ele expressou preocupação sobre as transações com criptomoedas que não são emitidas por governos. 

Bullard observou que os dólares já podem ser negociados eletronicamente. Portanto, o que está em questão, segundo ele, é uma moeda de emissão privada.

“Você não quer mudar para uma moeda não uniforme onde você está entrando no Starbucks e talvez você pague com Ethereum. Talvez você pague com Ripple. Talvez você pague com Bitcoin. Talvez você pague com um dólar. Não é assim que fazemos isso. Temos uma moeda uniforme que surgiu na época da Guerra Civil.”

Bitcoin não quer substituir o ouro

Vale ressaltar que o Bitcoin não se propõe a substituir o dólar, conforme destacou recentemente Michael Saylor, CEO da MicroStrategy.

Em resposta ao empresário Steve Forbes, fundador da revista Forbes, ele disse:

“Com todo o respeito, o Bitcoin não é uma moeda e não está substituindo o dólar. É um ativo monetário que substitui rapidamente o ouro como reserva de valor. Ele coexistirá com moedas fiduciárias porque atrai capital de ativos portos seguros mais fracos. Vamos discutir, Steve”, disse ele .

Bitcoin não afeta política monetária do Fed

Falando da ascensão do Bitcoin para US$ 50.000, Bullard está convencido de que, assim como a volatilidade do ouro, o desempenho do Bitcoin não afetará a política monetária do Fed.

Segundo ele, a economia do Fed será em dólares “até onde os olhos podem ver”.

“Se o preço do ouro vai subir ou descer, ou o preço do Bitcoin sobe ou desce, realmente não afeta isso”, disse Bullard.

Leia também: Ethereum 2.0 fará seu primeiro hard fork em breve; saiba o que muda

Leia também: Chainlink, Stellar e Binance Coin podem dar grandes lucros no curto prazo

Leia também: Binance Smart Chain supera a marca de R$ 25 bilhões depositados

BTC LAST NEWS: Crupto Facil