Após tentar manipular o Bitcoin, executivo prevê salto até US$ 600.000

Após tentar manipular o Bitcoin, executivo prevê salto até US$ 600.000

Scott Minerd, diretor de investimentos (CIO) da empresa global de US$ 310 bilhões, Guggenheim Partners, falou que o Bitcoin (BTC) pode subir para US$ 600.000.

Agora que sua empresa já pode colocar até 10% de seu fundo em ações da Grayscale Bitcoin Trust, para obter exposição ao Bitcoin, o executivo se mostrou confiante com a criptomoeda.

Vale ressaltar que, antes disso, suas previsões eram bastante pessimistas. Em entrevista à CNBC em janeiro, ele disse que a tendência de alta parabólica da criptomoeda era “insustentável”. Por isso, o BTC cairia para US$ 20.000.

No início da semana, a Guggenheim foi liberada pela Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC, na sigla em inglês) para “entrar no jogo”. Agora, parece que o executivo mudou de ideia sobre o preço do Bitcoin. 

Bitcoin a US$ 600.000

A previsão mais recente do Bitcoin a US$ 600 mil foi feita por Minerd em uma entrevista para à CNN na terça-feira (2):

“Fizemos muitas pesquisas fundamentais. Se você considerar o fornecimento de Bitcoin relativo ao fornecimento de ouro no mundo… E qual é o valor total do ouro… Se o Bitcoin chegar a esses números, você estaria falando de US$ 400.000 a US$600.000 por Bitcoin.”

Entretanto, Minerd reforçou sua fala de semanas atrás quando disse que a subida do preço do Bitcoin de US$20.000 para US$40 mil estava “cheia de especulação de curto prazo”.

Também voltou a afirmar que o suporte institucional não é suficientemente forte para manter o Bitcoin acima do preço atual.

Portanto, ele também disse que não ficaria surpreso em ver uma correção de 50%.

Liberação da SEC para investimento em Bitcoin

Em novembro, a Guggenheim entrou com um processo junto à SEC para investir em Bitcoin por meio da Grayscale. Mas o pedido só entrou em vigor no dia 31 de janeiro. 

Antes disso, a empresa estava impossibilitada de obter exposição ao criptoativo e Minerd parecia estar “jogando contra” o Bitcoin.

Embora tenha dito em dezembro que o BTC poderia ir a US$ 400.000, depois disso passou a apostar na queda da criptomoeda.

Para o economista e analista de criptomoedas, Alex Krüger, Minerd estava tentando convencer os usuários a vender seus Bitcoins.

Assim, a Guggenheim poderia comprar as moedas digitais mais baratas.

Alex Kruger
Fonte: Alex Kruger/Twitter

“Lembre-se de que Guggenheim quer que você venda Bitcoin para que eles possam comprar mais barato. Tem tentado assustar o mercado, fazendo-o pensar que o preço cairá para US$ 20.000, embora eles pensem que vale US$ 400.000”, tuitou Kruger antes da previsão de US$ 600.000.

Leia também: Analista indica qual a próxima criptomoeda na mira do WallStreetBets

Leia também: Ataque contra o Bitcoin é possível, mas custa R$ 37 bilhões

Leia também: Dogecoin salta 40% em uma hora com apoio de Elon Musk

BTC LAST NEWS: Crupto Facil