Aave torna-se segundo protocolo a atingir US$ 1 bilhão em valor travado na DeFi

Aave torna-se segundo protocolo a atingir US$ 1 bilhão em valor travado na DeFi

O protocolo Aave quebrou uma importante marca no final de semana. Ele tornou-se o segundo protocolo de finanças descentralizadas (DeFi) a atingir US$ 1 bilhão em valor total bloqueado.

Com foco em empréstimos de criptoativos, o Aave agora está atrás apenas da Maker em valor bloqueado. Os usuários do Aave depositaram US$ 1,1 bilhão (R$ 5,4 bilhões) em ativos no protocolo para fins de empréstimo.

O pico dessa movimentação ocorreu entre os dias 12 e 14 de agosto. Neste período, o valor bloqueado no Aave praticamente dobrou, saindo de US$ 600 milhões (R$ 3 bilhões) para os atuais US$ 1,1 bilhão (R$ 5,4 bilhões).

O Aave anunciou recentemente uma nova versão de seu protocolo. A atualização traz novos recursos para seus usuários, incluindo empréstimos nativos, delegação de crédito sub-garantidos, taxas de empréstimo melhoradas e negociação de dívidas.

Captação de DeFi dispara no final de semana

O movimento de alta não ficou restrito apenas ao Aave. O protocolo Curve, que tem como foco exchanges descentralizadas, também atingiu a marca de US$ 1 bilhão em valor alocado. Com isso, já são três os protocolos que alcançaram essa marca.

Porém, o Aave e o Curve cresceram num ritmo maior que o Maker. Aqueles captaram 5,38% e 8,01% em valor nas últimas 24 horas, contra 0,85% do líder de mercado.

O Maker foi o primeiro protocolo DeFi a atingir a marca de US$ 1 bilhão em valor alocado. O feito ocorreu no final de julho. Atualmente, ele representa 23% de todo o valor alocado em DeFi.

Com essas duas altas, o mercado de DeFi como um todo também cresceu. Agora, são US$ 6,3 bilhões (R$ 35 bilhões) em valor alocado. Na semana passada, o valor era pouco mais de US$ 4 bilhões (R$ 21 bilhões).

A forte alta do mercado DeFi teve como ponto central o aumento de preço da Chainlink (LINK).

O criptoativo teve uma valorização de quase 30% na última semana. Com isso, ele alcançou a quinta posição geral em valor de mercado, superando criptoativos como Litecoin e Bitcoin Cash.

Leia também: Bitcoin pode atingir R$ 100 mil até o fim do ano, defende famoso bilionário

Leia também: Valorização do Bitcoin bate ouro, IBOV, Nasdaq e S&P 500 em 2020

Leia também: Carteira com criptomoedas aleatórias rende 38% em uma semana

BTC LAST NEWS: Crupto Facil