4 ações para comprar em fevereiro recomendadas por analista

4 ações para comprar em fevereiro recomendadas por analista

As recentes valorizações do Bitcoin e de outras criptomoedas despertaram o interesse dos investidores. Contudo, este não é o único mercado está em alta no momento.

De forma silenciosa, as bolsas de valores seguem renovando suas máximas. Nos Estados Unidos, o índice S&P 500 está negociando aos 3.914 pontos, sua máxima histórica. Ele está muito próximo de atingir, pela primeira vez, a região dos 4 mil pontos.

S&P 500 renovou sua máxima histórica em 2021
S&P 500 renovou sua máxima histórica em 2021. Fonte: TradingView.

Após o caso da GameStop, o mercado de ações segui discreto perante o Bitcoin. Mesmo assim ainda existem boas opções de empresas saudáveis para quem busca construir patrimônio e renda.

Foi essa lista que o repórter especialista em mercado financeiro John Divine compilou. Ele selecionou cinco ações que poderão render bons lucros aos investidores em fevereiro. Elas são as seguintes:

  • PayPal;
  • Nike;
  • Disney;
  • Nautilus;
  • Apple.

Vamos conhecê-las agora!

PayPal

O PayPal é bastante conhecida de todos os entusiastas de Bitcoin. A empresa recentemente apresentou crescimento robusto e uma série de planos para incluir criptomoedas em sua plataforma.

O volume de pagamentos atingiu US$ 277 bilhões, registrando um crescimento de 39% em relação a 2019. No ano de 2020, o valor atingiu US$ 936 bilhões, aumento de 31% em relação ao ano anterior.

Para Divine, o PayPal possui uma vantagem invejável de seu pioneirismo no setor de pagamentos. Por isso, é uma grande ação de crescimento de longo prazo para comprar e manter nos próximos anos.

Valorização do PayPal nos últimos 5 anos.
Valorização do PayPal nos últimos 5 anos. Fonte: TradingView.

Nike

A Nike é uma das marcas mais icônicas do esporte mundial. E isso, segundo Divine, traz para a empresa uma enorme vantagem competitiva.

Por um lado, a empresa foi duramente afetada pela pandemia, com o fechamento de lojas e a paralisação de competições. Por outro, esta vantagem competitiva pôde ser vista nos seus resultados.

“No último trimestre, as vendas digitais da Nike aumentaram 84% ano após ano, com vendas diretas aumentando 32%. No geral, a presença online da Nike ajudou a impulsionar as vendas totais em 9% ano após ano”, disse.

Valorização da Nike nos últimos 5 anos
Valorização da Nike nos últimos 5 anos. Fonte: TradingView.

Disney

A Disney foi outra empresa impactada pela pandemia. Com as medidas de isolamento, os parques temáticos e principais atrações da companhia estão ou ficaram fechados por meses.

Se os parques foram quase dizimados, outro segmento cresceu: o digital. Especialmente o serviço de streaming Disney+, que atingiu a incrível marca de 86 milhões de usuários em 2020. Isso representa 40% do número de usuários da Netflix – e isso em apenas um ano.

Para Divine, as ações do DIS carregam um alto lucro futuro. Se as expectativas dos investidores esperam uma rápida recuperação de suas perdas forem atendidas, ela poderá ser um grande investimento.

Valorização da Disney nos últimos 5 anos
Valorização da Disney nos últimos 5 anos. Fonte: TradingView.

Apple

E não poderia faltar a maior empresa do mundo em valor de mercado. Afinal, nenhuma companhia gerou tanto retorno aos acionistas nos últimos anos quanto a Apple.

Em seus últimos resultados trimestrais, a companhia gerou receita de US$ 111,4 bilhões. Foi a primeira vez que a gigante de tecnologia superou a marca de US$ 100 bilhões em receita.

Com isso, ela superou em mais de 10% a expectativa de receita do mercado, que já era bastante alta (US$ 102,6 bilhões).

Divine destacou justamente esta receita, considerada impressionante para uma empresa que já é gigante. “É difícil virar as costas a uma empresa tão saudável e com fluxo de caixa focada em devolver dinheiro aos acionistas”, disse.

Valorização da Apple nos últimos cinco anos
Valorização da Apple nos últimos cinco anos. Fonte: TradingView.

Leia também: Criptomoeda acumula alta de 200% e analista prevê chance de compra

Leia também: 10 maiores empresas públicas compram Bitcoin, o que acontece?

Leia também: 3 criptomoedas que podem bombar em breve, segundo análise

BTC LAST NEWS: Crupto Facil