3 criptomoedas estão prestes a estourar, analisa Michaël van de Poppe

3 criptomoedas estão prestes a estourar, analisa Michaël van de Poppe

O mercado de criptomoedas está agitado e, desta forma, investidores buscam diferentes oportunidades de lucrar.

O trader a analista Michaël van de Poppe constantemente disponibiliza análises com as criptomoedas que ele acredita serem promissoras.

Em um vídeo publicado nesta quinta-feira (4), van de Poppe fala sobre Zilliqa, Cardano e DIA. Segundo o trader, estas criptomoedas estão prestes a romper suas máximas.

Criptomoedas promissoras

O vídeo foi publicado no Twitter, e van de Poppe aproveitou para instigar seus seguidores: “elas vão bater as máximas históricas?”.

Na rápida análise das três criptomoedas, o analista começa com a Zilliqa (ZIL). A ZIL valorizou 1.700% em 2020 e, para van de Poppe, ela manterá sua alta.

No gráfico abaixo, retirado do vídeo, ele mostra quais as expectativas possui para a criptomoeda:

Previsão de preço da Zilliqa
Previsão de preço da Zilliqa. Fonte: Michaël van de Poppe/YouTube

Atualmente, a Zilliqa está cotada a R$ 0,40, após uma queda de 3,37% nas últimas 24 horas.

De acordo com o trader, as zonas de lateralização marcadas no gráfico precedem grandes rompimentos. Porém, van de Poppe ressalta que casos passados não garantem ocorrências futuras.

De qualquer forma, ele salienta que a área entre R$ 0,34 e R$ 0,27 é muito interessante para compra, pois é possível que a altcoin se recupere.

Uma abrupta valorização, por hora, depende do rompimento da resistência em R$ 0,47. Ele conclui afirmando que uma nova máxima não seria surpresa se essa resistência for rompida, junto com um “resfriamento” do Bitcoin.

A máxima história da ZIL atualmente está localizada em R$ 1,25.

Cardano em boa posição

Assim como a Zilliqa, a Cardano (ADA) pode entrar em uma zona de consolidação. Entretanto, o analista inicia a análise pontuando que a zona de R$ 2,16 não pode ser perdida por enquanto.

Caso contrário, uma queda mais abrupta pode ocorrer. De qualquer forma, van de Poppe pontua que uma queda até R$ 1,40 não surpreenderia, principalmente o que viria após.

Para ele, se o suporte em R$ 1,40 ficar firme, a Cardano pode “acelerar com força”. Atualmente, a ADA está cotada a R$ 2,30.

Previsões gráficas da Cardano.
Previsões gráficas da Cardano. Fonte: Michaël van de Poppe/YouTube

A máxima histórica durante essa “acelerada” não surpreenderia o trader. Porém, diferente da Zilliqa, a Cardano bateria a máxima de R$ 7,18 acompanhando o Bitcoin.

DIA está acordando

O trader começa a análise dizendo que a DIA não está fazendo “muita coisa”, mas está acordando.

Ele explica que as coisas podem acontecer muito rápido, utilizando o gráfico abaixo de exemplo:

Previsão de preço da Zilliqa
Previsão de preço da Zilliqa. Fonte: Michaël van de Poppe/YouTube

A DIA, atualmente cotada em R$ 11,03, enfrenta resistência para romper os R$ 14,06. Todavia, após testar o suporte entre R$ 7,92 e R$ 5,95, a criptomoeda pode se recuperar rapidamente.

Então, van de Poppe acredita que o impulso fará ela buscar sua máxima em R$ 27,88.

Leia também: PayPal revela mais planos com criptomoedas após receita crescer 11%

Leia também: Analista indica qual a próxima criptomoeda na mira do WallStreetBets

Leia também: Bitcoin é mais seguro que Dow Jones, diz especialista

BTC LAST NEWS: Crupto Facil